Netflix é a empresa mais avançada em transformação digital, revela pesquisa

Levantamento mostra quais companhias de mídia e telecom sabem usar os elementos digitais em modelos de gestão interno e em estratégias externas, criadas principalmente para propiciar novas experiências ao usuário final

A mobilidade associada a tecnologias que produzem novas experiências de consumo aos usuários foi o ponto de partida do estudo “Régua da Transformação Digital – Convergência”, produzido pela consultoria nacionalE-Consulting Corp.

O levantamento analisou os principais veículos midiáticos brasileiros, assim como as principais companhias telefônicas com operação no País para saber quais estão mais avançadas e consolidadas quando o assunto é adotar conceitos e práticas de transformação digital em modelos de gestão interna, bem como em estratégias externas, criadas a fim de propiciar novos experimentos para facilitar a vida do usuário final.

Na prática, o objetivo do estudo da E-Consulting é medir, em uma escala de um a cinco pontos, como estas empresas usam os elementos digitais de forma inteligente, tanto de dentro para fora, como de fora para dentro. Ou seja, como oferecem a tecnologia de maneira mais funcional possível a todos os seus stakeholders, indo de colaboradores a consumidores, ultrapassando a barreira da inovação gratuita.

“Não é só inovar, criar uma plataforma de streaming ou usar bots no atendimento aos clientes. A proposta do estudo é apontar quais emissoras de televisão, jornais, portais de conteúdo e empresas de telefonia dão continuidade à jornada digital de modo a conectar diversas tecnologias num só meio para levar algum valor, principalmente intangível, aos seus diferentes públicos”, explica Daniel Domeneghetti, CEO da E-Consulting e porta-voz da pesquisa.

A partir desta premissa, o levantamento traz em primeiro lugar a Netflix como a empresa com negócios no mercado de convergência tecnológica com mais evidências e elementos ligados à Transformação Digital. A plataforma conquistou 4,4 pontos no ranking do estudo, que traz a nota máxima de 5,0 pontos. “Ela já nasceu para a nova geração e traz na sua essência o modelo inovador de serviço de streaming”, completa Domeneghetti.

O estudo cita ainda mais como exemplos de criação e desenvolvimento de ofertas e serviços nativamente digitais: UOL (4,12); TV Globo (4,02), Vivo (3,96 ), NET / Claro (3,94 ); Sky (3,71); Telefonica (3,54); TIM (3,39 ); Rede TV (3,32 ); Record, que recentemente lançou embarcou no mundo on demand com o lançamento do Playplus (3,29); Nextel (3,28) e Bandeirantes (3,01).

Entenda a metodologia

A E-Consulting se debruçou em instrumentos como cliente oculto, enquetes on-line, inteligência competitiva, análise de mídias sociais, premiações, posições em rankings do setor. Entrevistas com executivos do varejo e com clientes, além de parceiros tecnológicos também serviram de base para concretizar os resultados do estudo “Régua da Transformação Digital – Mídia e Telecom”.

As notas do ranking, pontuadas de 0 a 5, foram construídas com base em diversos critérios que materializam o processo de competitividade a partir da transformação digital tanto internamente, envolvendo a apuração de sistemas de gestão, investimentos em TI, metodologias avançadas, organização produtiva e plataformas, bem como externamente, que considera a avaliação de seus diferentes stakeholders, tais como consumidores, clientes, funcionários e especialistas em relações midiáticas e no mercado de telecomunicações.

As 12 mais digitais do setor de convergência

Netflix 4,41
UOL 4,12
TV Globo 4,02
VIVO 3,96
NET / Claro 3,94
Sky 3,71
Telefonica 3,54
TIM 3,39
Rede TV 3,32
Record 3,29
Nextel 3,28
Bandeirantes 3,01

 

Fonte

Mais Lidas

To Top