Home Notícias Como o uso de Wi-Fi gratuito pode custar caro

Como o uso de Wi-Fi gratuito pode custar caro

26

Arcon lista dicas de segurança

Em um mundo cada vez mais conectado que nos exige rapidez nas atividades e imediatismo nas respostas, a conveniência de acesso à internet em qualquer lugar tem superado a consequência de seus riscos. Um estudo feito pela Private Wi-Fi mostra que uma esmagadora parcela da população americana utiliza as redes públicas sem qualquer preocupação. Certamente o mesmo acontece por aqui.

Não é difícil perceber que a comodidade on-line passa longe da preocupação de ter seu dinheiro ou informações financeiras roubadas, seus dados pessoais clonados ou de sofrer o constrangimento em ter suas fotos ou vídeos particulares publicados por aí. Além disso, existe a infundada certeza de que o roubo cibernético só ocorre com grandes empresas.

Mantenha os hackers longe dos seus dispositivos

Tendo em vista que metade dos adultos nos EUA têm suas informações pessoais expostas a hackers a cada ano, a Arcon, empresa especializada em cibersegurança, listou algumas dicas de segurança:

· Não use Wi-Fi público para compras on-line, fazer login em sua instituição financeira ou acessar outros sites nos quais você precise fornecer informações pessoais

· Implemente a autenticação de dois fatores ao fazer login em sites sensíveis. Ou seja, mesmo que pessoas mal-intencionadas tenham as senhas de seu banco, mídia social ou e-mail, elas não poderão fazer login

· Visite somente sites com criptografia HTTPS quando estiver utilizando esse tipo de conexão

· Use uma rede VPN, mas conheça bem o serviço oferecido. Algumas VPN’s interceptam o tráfego de seus usuários sem seu consentimento.

· Desative a funcionalidade de conectividade Wi-Fi automática no seu telefone (para que não busque automaticamente hotspots)

· Mantenha o sistema operacional dos dispositivos móveis sempre atualizados

· Limpe os cookies do seu navegador

· Em 16/10/2017 foi divulgado uma vulnerabilidade nos protocolos WPA e WPA2, comumente usados em redes Wi-Fi. Garanta que seu dispositivo conectado à redes Wi-Fi esteja atualizado com as correções necessárias (do fabricante do seu dispositivo).

Há um ditado na indústria de segurança cibernética que diz que existem três tipos de pessoas no mundo: aqueles que foram hackeados, aqueles que ainda não foram e aqueles que estão sendo hackeados nesse exato momento mas que ainda não sabem. Quanto mais você se proteger, maiores serão suas chances de minimizar os danos potenciais.

 

Fonte