Nuvem pública ou infraestrutura de TI híbrida, qual a melhor opção?

Agora que a nuvem pública amadureceu, as empresas estão reconhecendo que a combinação certa de infraestrutura de TI híbrida oferece uma melhor abordagem

Ninguém sabe o que o futuro nos reserva, entretanto, é possível fazermos algumas previsões com base no que conhecemos hoje. Muitos em TI estão nessa posição: com a peteca na mão e deve decidir como avançar em termos de estratégia de TI.

Conforme converso com os clientes e observo as tendências da indústria, fica mais claro que a nuvem pública está se tornando uma extensão do data center como uma nova opção para o deslocamento da carga de trabalho. Embora as nuvens pública e privada continuem crescendo em popularidade, vejo mudanças dramáticas. O setor de TI agora tem mais informações sobre as opções de nuvem — com mais discernimento e mais cuidado sobre onde devem colocar suas cargas de trabalho de missão crítica.

As empresas estão cada vez mais preocupadas com questões como falta de controle, problemas de latência/desempenho e o custo em espiral da nuvem pública. Também tenho ouvido relatos de companhias que estão deixando a nuvem pública e adotando uma infraestrutura de TI híbrida, que combina nuvens pública, privada e TI tradicional. Além disso, as organizações estão começando a avaliar o risco financeiro ao adotar vários modelos de implementação para cada aplicativo — comparando o modelo Opex (gastos operacionais com serviços) da nuvem pública versus o modelo Capex TI (investimentos em equipamentos e infraestrutura), local ou nuvem privada.

Ultimamente, os CTOs e os administradores de TI também estão adotando novas tecnologias, como composable infraestructure e hiperconvergência. Essas inovações oferecem muitos dos benefícios da nuvem pública, tais como controle, segurança e custo de implementação nas instalações. Adicione a isso micro serviços, Azure Stack, entre outros benefícios, e você vai entender as complexidades que as empresas enfrentam ao traçar seu curso no futuro.

Simplificando a TI híbrida

Agora que a nuvem pública amadureceu, as empresas estão mais preparadas para avaliar seus prós e contras. E mais, elas estão reconhecendo que a combinação certa de infraestrutura de TI híbrida oferece uma melhor abordagem. Ao invés de mover tudo para a nuvem pública, as equipes de TI experientes estão utilizando a nuvem pública como mais uma ferramenta, dentro do seu leque de soluções. Os especialistas em TI sempre analisaram suas cargas de trabalho e tomaram cuidado para configurá-las nos modelos de implantação mais efetivos (como fazendas de máquinas virtuais, um cluster dedicado para aplicativos HPC ou um banco de dados anexado a uma tecnologia SAN).

Os administradores de TI estão fazendo o mesmo, adicionando uma variedade de opções na nuvem para sua infraestrutura no local. Eles estão ansiosos para ganhar a agilidade e o modelo Opex de nuvem pública para determinadas cargas de trabalho, mas reconhecem que certos aspectos de sua atual infraestrutura tradicional ainda são a melhor opção para muitas cargas de trabalho. À medida que novas tecnologias começam a surgir, eles estão cada vez mais confortáveis em avaliá-las e adotá-las conforme necessário.

Vivemos em um mundo que está se movendo extremamente rápido e parto do princípio de que aqueles que trabalham em TI assimilam isso melhor do que a maioria, uma vez que devem evoluir constantemente para atender o ritmo rápido e acelerado do negócio. Entretanto, para acompanhar novas tecnologias e novas estratégias de TI, muitos estão buscando especialistas da indústria para ajudá-los a entender suas opções e desenvolver uma estratégia de TI híbrida que lhes permita avançar com rapidez e sucesso.

O mundo se converteu para um mundo em nuvem. As empresas que tirarem proveito dela sobreviverão. Já aquelas que não o fizerem, não. A peteca está na sua mão. Qual é o próximo passo?

*Marcos Gaspar é diretor de data center e hybrid cloud na Hewlett Packard Enterprise.

 

Fonte

Tiago S. Barbosa Ferreira

Tiago S. Barbosa Ferreira

Partiner em SorocabaTI
Atuando na Areá de infraestrutura e Suporte desde 2005.

Atualmente trabalho com Analise e Suporte, Infraestrutura de redes, Administração de Servidores e analise e levantamentos de requisitos para projetos de implantação e migração de ambientes!
Tiago S. Barbosa Ferreira

Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.


*